Pular para o conteúdo principal

A nossa musa paradisiaca




Recebi essa imagem frutífera por e-mail da Sandra.
Daí pensei: Hummmm, postar lá no NONSENSE.
Eu busquei como fonte de inspiração uma outra postagem do outro blog da DRICA, que ela conta a aventura em busca do NABO.






Adão comeu a maça da Eva, Eva comeu a banana do Adão e a cobra comeu os dois! .
A fruta do pecado tropical é a banana.
Saibam que transformam banana também em cachaça, produzida em Morretes (PR).
Dizem que banana engorda né?

Pois saibam que as japonesas afinam as cinturas comendo banana em jejum.
Dieta da Banana Matinal (essa vai pra Drica. Larga a sopa do NABO e come banana)
A tal dieta consiste basicamente no seguinte: no café da manhã, o candidato a magro pode comer bananas à vontade e nada mais. É desejável que beba também água em temperatura ambiente. O motivo? Bem, sabe-se que o líquido dá saciedade. Então, entraria como um coadjuvante para espantar a fome.”
Fonte: Revista Saúde

“O cientista norte-americano Charles Arntzen trabalha no desenvolvimento de uma variedade de banana geneticamente modificada, que servirá de imunizaçãocontra a hepatite B. No futuro, a técnica levará a uma grande redução de riscos e custos em comparação com a vacinação tradicional.”


Fonte: Revista Viva Saúde


Pois bem!!!Se Deus é brasileiro. O paraíso é aqui.O paraíso da banana, a nossa musa paradisíaca. A banana  fruta do pecado. Vamos deixar a maçã para a Branca de Neve que se contenta com beijinho na testa e príncipe de cavalo branco .


A respeito desses fatos, podemos afirmar que sua origem divina(as cores) se encontra em adiantado estado de comprovação, que realmente é brasileira. E sem heresia louvemos todos essa fruta abençoada que, quando está verde é um bem do Brasil, e quando está madura (amarela) mas bem do Brasil melhor ainda.

Comentários

  1. a cobra comeu os dois?
    e como fica a descendência? rsrsrs
    gostei. mesmo "sem noção" ;-)

    abçs

    ResponderExcluir
  2. Muito bom saber, ah e hj minha dieta permite comer até 8 bananas, é banana a dar com pau kk

    ResponderExcluir
  3. Banana é bommm, mas não emagrece nao...rsrs
    BJos

    ResponderExcluir
  4. E eu que achava que Adão tinha comido a Eva e a maçã de sobremesa...
    Abçs

    ResponderExcluir
  5. Puxa baby, que interessante rsrs.
    Eu gosto de banana frita com açúcar e canela. Ou batida com outras frutas. Ou numa torta. Ou na salada de frutas rsrs. Mas da fruta em si não sou muito fã. Já o Éder é um macaquinho.
    O morango e a pêra fugindo do Sr. banana ficou engraçado realmente rs.

    Bj

    ResponderExcluir
  6. Hahaha
    Meu... tu viaja na maionese! Rss..
    vou testar a dieta da banana! Adoro banana! hehe
    Recebi este email também, com o título "tarado é pego no cerasa"... rsrs

    Legal!

    Bjs, Ju

    ResponderExcluir
  7. Tenho que reler o Genesis outra vez... raios partam! Então não foi o Adão que comeu a maçã e a Eva? Comeu tudo o que estava à sua frente! A Eva só comeu a banana do Adão, que ao que parece nem era grande coisa, pois a pobre rapariga apressou-se a 'vestir' umas folhitas de parreira, toda envergonhada... bem se calhar era só 'charme'...

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  8. Adoro banana, de tudo que jeito. Menos dessa teoria sua... aliás, morri de rir só de ver as fotos! Vcs dois são duas figuras mesmo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …