Pular para o conteúdo principal

Perfil não disponível - Isso é frescura!

"PERFIL NÃO DISPONÍVEL"

A maioria dos blogueiros ja se deparou com comentário que não são de categoria anônimo, mas, o perfil é oculto. E aí?

você é a favor ou contra?

Amigos, se o Brasil já mostrou sua CARA. Os Caras já mostraram suas Caras. E até o Sarney já mostrou sua verdadeira cara.

E os que se dizem brasileiros ainda se manifestam como Anônimos e Blogs com Perfis Ocultos.

Se você amigo blogueiro, que não curte receber comentários anônimos, porém, oculta seu perfil...Isso é cair em contradição.
Porque o perigo anda rondando pela blogosfera também.

Dicas:
Você analisa o blog que você optou por seguir?
avalie o conteúdo.
Leia atentamente do que se trata o conteúdo do blog.
A mensagem que ele passa a blogosfera.
Veja os links das imagens e o forum, se nao trata de conteudo e material sobre pedofília ou tráfico de drogas.
Qualquer suspeita...DENUNCIE. Pode ser que seja um blog do MAL.

...dá para mostrar seu perfil?

Comentários

  1. Isso mesmo não publico comentários de anônimo, pelo simples fato de não saber de onde vem, mais que na realidade neste mundo virtual odemos ser o que quizer podemos, vela sou um Pricipe e isto me tira do anonimáto? Achoe que não, mas, pelo menos tenho um referecial para retorno.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. Diego,

    Até me fazes sentir criminosa...
    Eu tenho blog há dez meses. Não ligando muito à gestão do dito, fui andando e postando. Um belo dia, há uns dois meses, um amigo aqui do dihitt disse-me que o meu perfil não estava disponível. Eu disse-lhe que ia ver o que se passava, não percebendo muito bem o que ele queria dizer, mas lá descobri onde disponibilizar o meu perfil. Andei 8 meses com o perfil INDISPONÌVEL. Garanto que mostrava a cara aqui, no DC e no BlogBlogs. Também não tinha qualquer má intenção, nem o meu blog é de conteúdo duvidoso... acho eu!

    No entanto penso que o perfil deve ser disponibilizado. Obviamente que haverá excepções. Há pessoas que simplesmente não o podem fazer por razões, profissionais ou pessoais, mas com certeza que são uma minoria e rapidamente identificável.

    Grande abraço
    Luísa

    ResponderExcluir
  3. Sabes que me colocou a pensar...meu perfil não é completo! Pensei que com o que coloquei por lá já fosse suficiente para me descrever, garanto que só o meu nome é fake, mas vou dar uma olhada caprichada por lá. A única coisa que me trava são umas questões profissionais.
    #beijojávou

    ResponderExcluir
  4. O meu perfil é aberto, assim como todos os blogs, até meu blog-teste deixo à mostra, não vejo mal nisso. Não tenho nada a esconder nem camuflar.
    Talvez as pessoas queiram se resguardar, ou outras ajam na surdina por algo errado. Cada cabeça uma sentença... Mas os meus blogs e perfil são abertos \o/

    ResponderExcluir
  5. As pessoas que se escondem atrás de um anônimo são fracas kkkk

    ResponderExcluir
  6. Diego, CONCORDO com vc. Recentemente a Carol falou algo parecido, ela me chamou atenção a olhar com cuidado os perfis e conteudos dos blogs. Então, agora estou meio malvada, porque ela tem toda razão e vc tambem!

    ResponderExcluir
  7. Concordo, aliás, isso diminui muito a divulgação do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…