Pular para o conteúdo principal

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes, escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico (3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um período de latência da sexualidade (6 anos a puberdade) e o estágio da genitalia ou adulto.

A sexualidade precoce que as crianças estão descobrindo estão mais ligadas com a erotização, no qual , existe uma forte influencia da midia, pois , o apelo sexual está presente na televisão e na internet, assim como em brinquedos, livros, filmes, videogames e até nos quadrinhos. Diante dessa realidade, os riscos das crianças desenvolverem comportamentos sexuais precoces são evidentes, principalmente por causa da ausencia dos pais na vida da criança, visto que eles devido a sua intensa vida profissional passam o dia todo fora, e não tem tempo e muito menos dialogar com os filhos, no que diz a respeito sobre as questões sexuais.
Devido a essa falta de informações que as crianças tem a respeito do assunto pode levar a uma vida sexual desordenada e confusa , a falta de respeito e a banalização dos valores morais, fazem com que as crianças tenha o conceito sobre o sexo totalmente deturpado.Não só a midia, mas os pais tambem podem influenciar os filhos a ter uma vida sexual precoce, pois muitos pais que estimulam os filhos à sexualidade. Tem pai que ainda faz uso de ditados baixos como aquele: “Prendam suas cabras, pois o meu bode está solto.” Esses homens acham bonito o filho ter fama de namorador, de “pegador”. Também existem mães que ficam orgulhosas de ver as meninas vestidas e maquiadas como moças, mesmo quando elas ainda têm apenas onze ou doze anos.

Como os filhos são na maioria das vezes reflexos dos pais, cabe a eles, dar exemplos e orientar da melhor forma os seus filhos, os pais devem conversar e essa conversa deve ser pautada na realidade dos fatos, essas conversas não devem ser proibições, discursos carrascos, e sim dialogos no qual tambem os pais precisam escutar tambem os filhos, suas angustias, frustações, duvidas, pois muitos sentem falta de ser ouvido e por isso recorrem aos amigos para tirar suas duvidas. A  relação pais e filhos nao precisam ser  puramente de amigos e também não deve ser uma conversa rígida, com uma série de proibições. Há que se estabelecer uma hierarquia pautada no respeito, sem esconder os fatos. A chave desse diálogo se chama equilíbrio, impondo limites, sem ser totalmente rigido e nem totalmente liberal.

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …