Pular para o conteúdo principal

Talvez as cores me levem de volta à vida

O título tem autoria. Se chama Delara Darabi.
Para o dia internacional da Mulher. Não vou mostrar flores, nem poesias e nem pieguices. Irei relatar uma história verídica, afim de apontar que a vida das mulheres em certos países com suas respectivas culturas não é um MAR DE ROSAS.

Delara Darabi, 20 anos, foi presa e condenada a morte no Irã quando tinha 17 anos. Amir Hossein, o namorado de Delara Darabi então com 19 anos, a convenceu a assumir a culpa para livrá-lo da pena de morte, acreditando que, com 17 anos, ela não seria condenada. Acusada de homicídio, Delara faz companhia a mais 31 jovens no corredor da morte iraniano. 
Foi acusada também de ter tido relações sexuais com o namorado antes do casamento..."atos incompatíveis com castidade" é como eles se referem nesse lugar abominável,a um fato tão normal como início da vida sexual, é causa de prisão.Ela cumpriu 3 anos pelo"delito'. 
Uma mulher condenada pelo simples fato de ser mulher...é pura hipocrisia.Tentem imaginar numa população tão oprimida sexualmente,o que deve ocorrer veladamente?Desculpa me desviei do foco do post...é que essas coisas indignam . 
Na prisão, Darabi, que foi condenada pela morte de uma prima de seu pai,fato que já foi provado não ter cometido...já que o criminoso seria destro ,e ela é canhota.Ate´quando inocentes serão punidos,executados? 
Ela pintaVA quadros enquanto aguarda a execução da pena.

 Esse caso ganhou anistia internacional, o caso ganhou campanha na Internet, Stop Child Executions (Pare com Execuções de Crianças) e  tomou proporções internacionais. Delara ganhou uma página no MySpace e um espaço no site de fotos Flickr. A intensão foi comover a opinião pública internacional e fazer um abaixo-assinado pedindo a suspensão da sentença.
Foram feitos apelos por um novo julgamento feitos pelo advogado de Darabi foram negados e a jovem tem apenas uma última esperança para evitar a forca, que dependeu de uma decisão do chefe do Poder Judiciário iraniano, o aiatolá Shahrudi, de suspender a execução e revisar o caso. 
Outra forma de impedir a execução foi a família da vítima aceitar uma indenização em dinheiro.Se a indenização fosse aceita ela seria salva...Mas a família recusou as ofertas desesperadas do pai de Delara. 
A vida dela esteve nas mãos do aiatolá...Precisa explicações?

Algumas das pinturas são feitas com dedos e unhas. 
Só de olhar suas pinturas se vê o que essa jovem passou.
já existiram e ainda existem muitos casos como esse e existirão novos casos assim...Vocês acham que isso terá fim?
A opinião pública conseguiu adiar a execução.Foi adiada por dois meses.
Mas apesar de tudo que foi feito, Delara foi executada bem antes do prazo fixado. Sexta-feira dia primeiro de maio ,sem imprensa,advogado,família ter sido avisada previamente ocorreu o enforcamento.Somente a mãe de Delara pode se despedir da filha,por telefone.
 

Delara Darabi já pintava antes de ser presa, mas, diferentemente de seus trabalhos atuais, ela costumava usar muitas cores. Ela dizia ter perdido as cores quando passou a viver entre as paredes cinzas da cela. Ativistas afirmam que ela já tentou o suicídio e foi torturada.

 
  
  
  
 

Se você leu e se sentiu indignado(a). Quero que me aponte se por ventura existe alguma forma de se evitar algo desse tipo? Porque como sabemos, nem a força da poderosa (WWW) internet impediu.
 http://savedelara.com

Comentários

  1. Tá aí: vc chamou minha atenção para um fato ignorado anteriormente: repressão sexual. Deve ser para todos, de uma certa forma... será que é por isso que são tão agressivos? LIbido reprimida gera agressividade...Não seriam para ser mais "light", uma vez que prezam um contato com um deus, que, certamente, não tem nada a ver com isso? Não sei não...mas, acredito que, se os "donos do mundo" quisessem, eles poderiam acabar com isso...certamente há muita coisa envolvida...coisas que não poderíamos conceber...
    www.natenda.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

Dia do inimigo

Muita gente critica a comemoração do Dia do Inimigo. Dizem que é mais uma jogada comercial, uma data inserida no calendário apenas para aumentar os lucros de pistoleiros e espancadores profissionais.Mas nós, que somos de raiz, sabemos apreciar o espírito da coisa. E damos o maior valor àquela tramóia simples, executada sem grandes orçamentos, mas planejada com muito ódio no coração, que é o que importa. Inimigo de verdade não se importa com inflação, crise de alimentos, essas bobagens. Isso só motiva mais.
E como a data se aproxima, hoje vamos fazer um teste para você ver se está pronto para comemorar: 1 – Quantos inimigos você tem?
a) 0
b) 1
c) De 2 a 10
d) Parei de contar2 – Você já se reconciliou com um inimigo?
a) Sim
b) Nunca
c) Algumas vezes, para esfaquear pelas costas em seguida
d) O que é “reconciliar”?3 – Qual o maior motivo para iniciar uma inimizade?
a) Dinheiro
b) Ciúme
c) Inveja
d) Não preciso de motivos4 – Seu(sua) inimigo(a), vamos reconhecer, dá o maior caldo. Você pegaria?
a) Nem …