Pular para o conteúdo principal

Qual o seu Calcanhar de Aquiles?



É uma das mais populares metáforas sobre a fragilidade humana. Tétis segurou seu filho Aquiles pelo calcanhar para mergulha-lo num rio egípcio que o tornaria invencível. Queria contrariar um oráculo que dizia que seu filho morreria na guerra de Tróia. Durante uma batalha, no entanto, Aquiles tomou uma flechada em seu único ponto vulnerável: o calcanhar, que não havia sido banhado no rio por sua mãe. A partir daí, a expressão calcanhar-de-aquiles indica um ponto franco de uma pessoa.

Todos nós temos nossa área de vulnerabilidade, isto é, o nosso “calcanhar de Aquiles”.Se para alguem o calcanhar é sua área vulnerável, para o seu inimigo pode ser arma de agressão.O nosso calcanhar, ou seja, a nossa fraqueza, é a área de alcance do inimigo.


Não deixem que atinjam o seu calcanhar de Aquiles, pois, ele é só seu e o seu eixo central.



QUAL SEU CALCANHAR DE "AQUILES"?

Partindo dessa lenda responda qual seu ponto fraco.

O meu ponto fraco seria igual aos que os troianos tiveram também. Ou vocês não lembram que o motivo foiram os peitos, Ops!!! Eu quis dizer a beleza de Helena que deu origem e o principal motivo a guerra de Tróia?

Aí vocês pensam aí: MAS ESSA NAO É A HELENA DE TRÓIA!
É, eu sei. Mas eu comparo a Helena com a Ana. Porque se a Helena foi a mulher mais bela, então ela tinha essa beleza da Ana Paula Arósio. Portanto, a imagem que eu tenho da mulher que levou milhares de homens a se enfrentarem....É a imagem LINDA E MARAVILHOSA da Ana. (ai ai, suspirando aqui)

Meu calcanhar de Aquiles é mulher.

Comentários

  1. só podia :-)

    o meu são livros. a sua compra acaba com meu saldo bancário rsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  2. Bom, eu nao entendo nada de mitologia (oi, isso é mitologia?) mas meu ponto fraco é chocolate.rsrsrs
    bjs coisa

    ResponderExcluir
  3. Afffffffff acho que são tantos... devo ter muitos calcanhares...hahahahahahahahaha

    bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Meu ponto fraco?? Não é um, são muitos!! São nesses que os vampirinhos se aproveitam de nós!!
    Meio assustado hj com sonhos q andei tendo!! Deve ser isso q to meio pensativo hj!!

    Abçs!!

    ResponderExcluir
  5. Meu cancanhar de Aquiles é minha esposa. Seu eu sofrer críticas de outras pessoas, supero sem problemas. Mas se vier dela...
    Abs.

    ResponderExcluir
  6. Meu calcanhar de Aquiles? Os filhos! Não posso nem pensar na possibilidade de estarem tristes! De resto, coisinhas básicas como unha quebrada, pneu do carro furado, cabelo arrepiado...Rsrsrs! Quantos calcanhares uma pessoa pode ter? Rsrsr!
    Abs

    ResponderExcluir
  7. Querido, primeiro, a Ana é linda mesmo!

    Eu sou louca por chocolate... e, assim como Claudinha, tenho enorme preocupação com minha filha... Então o vampiro que sabe qual é o meu ponto fraco, ataca onde me incomoda mesmo que faça sofrer uma criança.

    Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …