Pular para o conteúdo principal

It´s Mijou



Um casal pra lá de nonsense...


Xixi.
– Hummm... O quê?
– xixi.
– Como assim?
– Ué, fiz xixi.
– Você está louco? Mas o que é isso aqui, meu Deus???
– Ah, grande coisa, tava dormindo, sonhei que estava numa floresta e lá nao tinha banheiro. dae fiz xixi, quando abri os olhos, tava aqui na cama.
– Grande coisa? Como você faz uma coisa dessas no meio da nossa cama, homem? Tá louco?
– Desculpe, sei lá, foi mal, não consegui segurar e saiu, assim, sem mais nem menos, e daí?
– Foi mal??? Você sabe que eu odeio ser acordada assim! Levanta agora e limpa essa porcaria toda, pelo amor de Deus! Não quero mais ouvir a tua voz essa noite.
– Calma, amor, não precisa ficar tão braba comigo. Eu limpo tudo isso amanhã logo que acordar. Prometo.
– Ha-ha-ha. Você só pode estar louco, não é possível. Olha aqui, se você não levantar agora, a gente vai brigar muito sério. Chega de porcaria. Não agüento mais.
– Tá bom... Mas e os lençóis? Tiro também?

(alguns minutos depois)

– Amor?
– O quê?

– Você ainda está chateada comigo? Já troquei os lençois e ta tudo cheirosinho e limpinho.
– Me deixa dormir, por favor. Já falei que não quero mais ouvir a sua voz hoje. Eu vou acordar com mal humor e você sabe muito bem disso.

– Amor?
– .....

– Me perdoa?
– Amanhã a gente conversa, por favor me deixa dormir.

– Eu te amo, você sabe, né? E prometo que nunca mais vou fazer xixi na cama. Nunca mais.
– Eu também te amo. Mas o problema não é esse. Não agüento mais as outras besteiras. Não agüento mais promessas ridículas.
– Amor?
– Puta merda...
– Amoooor?

– O que é agora, pelo amor de Deus?
– Quero fazer amor bem gostoso.

(mais alguns minutos depois)

– Amor?
– O quê, meu bem?
– Adorei.
– Eu também. Agora me deixa dormir.
– Você é a mulher da minha vida.
– Te amo.
– Também. Posso te dizer mais uma coisinha?
– .......
– Quero ter um filho com você.
– Você só pode estar brincando. Deixa isso para amanhã, por favor.
– Mas você quer ter um filho comigo?
– Quero, quero, mas não agora. Nem amanhã, nem daqui um mês.
– Tá bom. Mas quando rolar, ele vai torcer para o Vasco né? E ta dito.
– O que você quiser...

(meia hora depois)

– Querida?
– ......
– Querida, querida, tá me ouvindo?
– (suspiro) Hummm?
– Vomitei.



Comentários

  1. Saudações!
    Amigo Diego,
    Excelente Post!
    É imprevisivel, o Mijou, tudo pode acontecer...O ruim para administrar é o amanhã!!!!!!!!!!
    Parabéns pela criatividade!
    Abraços!
    LISON.

    ResponderExcluir
  2. Que mulher fantástica!
    Sinceramente... admiro-a muito!... Eu só teria aguentado a primeira interrupção. Depois partia para a violência! ahahahahah

    Excelente, amigo.
    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  3. Principe Encantado27 de outubro de 2009 07:38

    kaka Esse é fogo.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  4. um homem desses eu jogava pela janela sem precisar abrir a boca sequer rsrsrsrs

    excelente post

    abçs

    ResponderExcluir
  5. Rá adorei!
    Mas depois do xixi, não ia rolar nada mesmo!! RS...
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Mas essa mulher tem muita paciência!!
    Se fosse comigo na mijada já tava lá no sofá!!!!
    Onde se viu, e depois de tudo ainda vomitar!!! arghhhh

    Que nojooooo

    Bjos no♥

    ResponderExcluir
  7. hauahauahaua... com um marido desses, nem é preciso sofrer com filhos :P

    Abraços o/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

Mulheres preferem homens peludos ou depilados?

"Peito depilado parece estar virando moda entre os homens, mas do que será que as mulheres gostam mais? É impressionante, mas parece que os homens peludos sumiram. O motivo? Depilação. Com cera, com laser, com barbeador... Afinal, como tudo nesse planeta, depois de aparecer na televisão, a moda ganha as ruas rapidinho. E quase não se vê mais atores descamisados exibindo um peito cabeludo. Mas, afinal, o que as mulheres preferem?

Algumas preferem os peludos...


Entre as mulheres procuradas pelo iG, a maioria garante que prefere os que mantêm os pelos. “Eu gosto de homens peludos. No peito é muito bom”, diz Alexandra Muniz. “Dois tipos de caras depilam. Os atletas e os marombados, para exibir os peitos de pombo”. A gerente comercial de web, de 27 anos, acha o visual lisinho coisa de mulher. “O pelo dá uma idéia de masculinidade, de conforto. Deitar a cabeça em um homem lisinho é como estar deitada com uma mulher”, brinca ela, que alerta: “Não é que eu gosto do tipo Tony Ramos, viu!”.…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …