Pular para o conteúdo principal

Infidelidade é uma doença?


Você perdoaria uma traição? O que é trair? Este assunto rende muitos comentários e interessa todos segmentos da sociedade, pois infelizmente trair é mais comum do que se pensa ou se quer acreditar. E agora não é mais privilegio dos homens, o numero de infidelidade feminina aumentou muito.

Há infidelidade e infidelidades. Nem todos os relacionamentos extraconjugais são iguais. De acordo com o escritor norte-americano Frank Pittman, autor de Mentiras Privadas, existem três tipos básicos de infidelidade: a acidental, a romântica e a crônica. A maioria dos primeiros relacionamentos extraconjugais é de casos de infidelidade acidental, não premeditados, que realmente "acontecem".
Você bebe um drinque a mais, teve um dia ruim, se deixa levar. Pode acontecer para qualquer um, apesar de algumas pessoas serem mais propensas a cair do que outras, e alguns lugares serem conhecidos como "zonas de alto risco".
Tanto os homens quanto as mulheres podem escorregar e ter um caso acidental, contudo, os mais propensos, os quais correm maiores riscos, são os que bebem, os que viajam, os que não estão bem casados e aqueles que têm muitos amigos que "saem por aí".
Acidentes acontecem, mas por quê? As causas são as mais diversas. Entretanto, para muitos, a curiosidade pode ser a mola propulsora. Tanto os não vividos sexualmente quanto os vividos - aqueles que já tiveram muita experiência - podem achar que não foi em quantidade suficiente ou do tipo desejado. E, ocasionalmente, se deixar levar.
Alguns daqueles que raramente traem são homens e mulheres que tentaram, na adolescência, dominar o jogo da sedução, mas não conseguiram. O mundo onde viviam não os achou suficientemente desejáveis e os deixou de lado. Com o passar do tempo, descobriram que não conseguiram levar ou ser levados para a cama por essa ou aquela pessoa, mas, de qualquer modo, conseguiram casar.
Mais tarde, se alguém se aproximar e demonstrar um interesse maior, podem perder a cabeça. Lembram-se do passado, quando ofereceram ao mundo sua sexualidade e ninguém quis. E tentam compensar.
Por outro lado, as pessoas que se sentem bonitas se acostumam com a lei da oferta e da procura e acabam aprendendo a aceitar e recusar. Já aqueles que não são ou não se sentem atraentes podem eventualmente se transformar em "mendigos sexuais" e aceitar qualquer proposta ("Hoje é o dia em que eu tirei a sorte grande. É agora ou nunca."). Para eles, a escolha é mais difícil.
As pessoas que traem ocasionalmente têm um casamento às vezes frustrante, às vezes tumultuado, como todos os casamentos. Mas, não a ponto de lavá-las a pensar seriamente em se separar. O parceiro que trai ocasionalmente não espera continuar a trair e muito menos se apaixonar.
Às vezes a traição esporádica ocorre com uma pessoa desconhecida. Outras vezes, não. No caso do homem, pode ser com uma mulher que era sua amiga antes de irem para a cama. Mas, depois que acontece, ele assume uma atitude protetora, ou fica constrangida, ou com raiva.
Quando isso ocorre, no caso do homem, ele pode decidir que a infidelidade foi um ato impensado, confessá-la ou não, e tomar mais cuidado no futuro. Ou, ao contrário, constatar que o raio não o matou, achar que a infidelidade é um passatempo maravilhoso e continuar a praticá-la.
Ou ainda colocar a culpa na sua mulher, voltar para casa e destruir seu casamento. Dessa maneira, conclui que isso não teria acontecido se estivesse bem casado, decide que o que ocorreu era inevitável e se declara perdidamente apaixonado pela outra.
Fonte texto:Velhos amigos


Suspeita de infidelidade
  • Suspeita que o seu parceiro tem um caso com outra pessoa?
  • O comportamento e a atitude do seu parceiro para consigo mudaram?
  • Tem a sensação de que algo se passa, mas não consegue descobrir o quê?

Sinais de infidelidade

Os sinais de infidelidade estão em toda a parte e são fáceis de detectar, se souber o que tem que procurar.
O seu parceiro simplesmente não consegue esconder uma série de sinais que, dia após dia, revelam que anda sendo infiel:
  • Rápida perda de peso
  • Maior cuidado com a aparência
  • Súbito e inexplicável entusiasmo e alegria
  • Problemas de sono
  • Aumento da tensão emocional
  • Desinvestimento na sexualidade
  • Esfriamento dos afetos na relação
  • Surgimento de conflitos no casal com maior facilidade
  • Andar na lua e dispersar-se a meio de conversas
  • Querer fazer coisas novas e ir a lugares diferentes
  • Passar mais tempo fora de casa
  • Permanecer incontatável no trabalho




A infidelidade e a devolução de cheque resultam da mesma coisa: falta de cobertura”.
Uma imagem fala mais do que mil caracteres...ahahahha

Comentários

  1. SAUDAÇÕES!
    AMIGO DIEGO,
    Um excelente texto, com uma narrativa muito bem fundamentada.
    Muito bem colocada as variáveis do escritor, Frank Pittmann...Em pensamentos todos foram infiéis!
    Parabéns pelo excelente Post!
    Abraços!LISON.

    ResponderExcluir
  2. Teu texto é muito bom, mas eu particularmente acho que a traiçaõ é começo do fim de um relacionamento que vem se arrastando, perdoar sempre é necessáriomas conviver nem tanto!!

    abs

    ResponderExcluir
  3. O texto parece-me redigido mediante uma perspectiva tipicamente masculina, o que o torna tendencioso.

    Penso que a infidelidade num relacionamento, tem simplesmente a ver com o facto do(a) infiel não se sentir preenchido(a) com o relacionamento. Seja qual for o motivo, ele(a) não está satisfeito(a). Os motivos podem ser inúmeros e não estão a discussão.

    Quanto à pergunta, penso que a infidelidade não é uma doença.

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  4. Pensando nisso digo, que a infidelidade é uma maneira da pessoa infiel estar se auto promovendo, satisfação de ego, muita mesquinhez, pobre de espírito.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  5. Fala, Mr!
    Bem vindo, lá na minha gritaria! Tb te curti!

    ResponderExcluir
  6. Paz seja contigo DIEGUITO....!!!
    Diego traição é uma fraqueza, deslize, é uma atitude que na maioria das vezes é uma forma de vingança, bom é muito dificil de fazer um julgamento nese assunto, porque varia de caso para caso, mas concerteza não é facil de perdoar, mas mais dificl e de esquecer, e para que se esqueça realmente o perdão tem que ser genuino verdadeiro... bom espero ter feito uma boa colocação ... paz amigo seja contigo ....!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

Mulheres preferem homens peludos ou depilados?

"Peito depilado parece estar virando moda entre os homens, mas do que será que as mulheres gostam mais? É impressionante, mas parece que os homens peludos sumiram. O motivo? Depilação. Com cera, com laser, com barbeador... Afinal, como tudo nesse planeta, depois de aparecer na televisão, a moda ganha as ruas rapidinho. E quase não se vê mais atores descamisados exibindo um peito cabeludo. Mas, afinal, o que as mulheres preferem?

Algumas preferem os peludos...


Entre as mulheres procuradas pelo iG, a maioria garante que prefere os que mantêm os pelos. “Eu gosto de homens peludos. No peito é muito bom”, diz Alexandra Muniz. “Dois tipos de caras depilam. Os atletas e os marombados, para exibir os peitos de pombo”. A gerente comercial de web, de 27 anos, acha o visual lisinho coisa de mulher. “O pelo dá uma idéia de masculinidade, de conforto. Deitar a cabeça em um homem lisinho é como estar deitada com uma mulher”, brinca ela, que alerta: “Não é que eu gosto do tipo Tony Ramos, viu!”.…

Macumba? Um atraso de vida e de morte.

Zé Pilintra aprova Macumba. Saravá meu pai ê-ê!
Este artigo é piada de macumbeiro.
Nota: Tiramos olho-gordo sem uso de colírio diet. Macumba prática, é só adicionar água É só relaxar e gozar!
Marta Suplicy sobre Macumba
Se macumba desse certo, campeonato Baiano terminava empatado
eu sobre macumba
Se Macumba fosse boa, não se chamaria Macumba! Se chamaria Boacumba!!!
Bispo da Igreja Universal do Reino de Deus sobre Macumba
Isto non ecziste!!!
Padre Quevedo sobre Macumba
Vodu é pra Jacu!
Pica-Pau sobre Macumba
Zi zinfio deixa fango cum faofa na cazi di Pai-Gordo que em 7 dias zi pai resorvi
Pai-Gordo sobre Macumba
Depois de pôr o frango 7 minutos no forno, fica HUMMMMMM! Acorda, menina!!!!!!!!!!
Ana Maria Braga sobre Macumba
Ganhei a presidência assim
Fernando Collor sobre Macumba
EuX TeNhu MeDiNhU DiXxUU!
Emo sobre Macumba
É coisa do demônio!!!
Igreja sobre Macumba
U cão foi quem butô pa nóis bebê!
Jeremias José sobre Oferendas de Macumba
Você traiu o movimento Candomblé , véio!
Dado Dolab…