Pular para o conteúdo principal

Infidelidade é uma doença?


Você perdoaria uma traição? O que é trair? Este assunto rende muitos comentários e interessa todos segmentos da sociedade, pois infelizmente trair é mais comum do que se pensa ou se quer acreditar. E agora não é mais privilegio dos homens, o numero de infidelidade feminina aumentou muito.

Há infidelidade e infidelidades. Nem todos os relacionamentos extraconjugais são iguais. De acordo com o escritor norte-americano Frank Pittman, autor de Mentiras Privadas, existem três tipos básicos de infidelidade: a acidental, a romântica e a crônica. A maioria dos primeiros relacionamentos extraconjugais é de casos de infidelidade acidental, não premeditados, que realmente "acontecem".
Você bebe um drinque a mais, teve um dia ruim, se deixa levar. Pode acontecer para qualquer um, apesar de algumas pessoas serem mais propensas a cair do que outras, e alguns lugares serem conhecidos como "zonas de alto risco".
Tanto os homens quanto as mulheres podem escorregar e ter um caso acidental, contudo, os mais propensos, os quais correm maiores riscos, são os que bebem, os que viajam, os que não estão bem casados e aqueles que têm muitos amigos que "saem por aí".
Acidentes acontecem, mas por quê? As causas são as mais diversas. Entretanto, para muitos, a curiosidade pode ser a mola propulsora. Tanto os não vividos sexualmente quanto os vividos - aqueles que já tiveram muita experiência - podem achar que não foi em quantidade suficiente ou do tipo desejado. E, ocasionalmente, se deixar levar.
Alguns daqueles que raramente traem são homens e mulheres que tentaram, na adolescência, dominar o jogo da sedução, mas não conseguiram. O mundo onde viviam não os achou suficientemente desejáveis e os deixou de lado. Com o passar do tempo, descobriram que não conseguiram levar ou ser levados para a cama por essa ou aquela pessoa, mas, de qualquer modo, conseguiram casar.
Mais tarde, se alguém se aproximar e demonstrar um interesse maior, podem perder a cabeça. Lembram-se do passado, quando ofereceram ao mundo sua sexualidade e ninguém quis. E tentam compensar.
Por outro lado, as pessoas que se sentem bonitas se acostumam com a lei da oferta e da procura e acabam aprendendo a aceitar e recusar. Já aqueles que não são ou não se sentem atraentes podem eventualmente se transformar em "mendigos sexuais" e aceitar qualquer proposta ("Hoje é o dia em que eu tirei a sorte grande. É agora ou nunca."). Para eles, a escolha é mais difícil.
As pessoas que traem ocasionalmente têm um casamento às vezes frustrante, às vezes tumultuado, como todos os casamentos. Mas, não a ponto de lavá-las a pensar seriamente em se separar. O parceiro que trai ocasionalmente não espera continuar a trair e muito menos se apaixonar.
Às vezes a traição esporádica ocorre com uma pessoa desconhecida. Outras vezes, não. No caso do homem, pode ser com uma mulher que era sua amiga antes de irem para a cama. Mas, depois que acontece, ele assume uma atitude protetora, ou fica constrangida, ou com raiva.
Quando isso ocorre, no caso do homem, ele pode decidir que a infidelidade foi um ato impensado, confessá-la ou não, e tomar mais cuidado no futuro. Ou, ao contrário, constatar que o raio não o matou, achar que a infidelidade é um passatempo maravilhoso e continuar a praticá-la.
Ou ainda colocar a culpa na sua mulher, voltar para casa e destruir seu casamento. Dessa maneira, conclui que isso não teria acontecido se estivesse bem casado, decide que o que ocorreu era inevitável e se declara perdidamente apaixonado pela outra.
Fonte texto:Velhos amigos


Suspeita de infidelidade
  • Suspeita que o seu parceiro tem um caso com outra pessoa?
  • O comportamento e a atitude do seu parceiro para consigo mudaram?
  • Tem a sensação de que algo se passa, mas não consegue descobrir o quê?

Sinais de infidelidade

Os sinais de infidelidade estão em toda a parte e são fáceis de detectar, se souber o que tem que procurar.
O seu parceiro simplesmente não consegue esconder uma série de sinais que, dia após dia, revelam que anda sendo infiel:
  • Rápida perda de peso
  • Maior cuidado com a aparência
  • Súbito e inexplicável entusiasmo e alegria
  • Problemas de sono
  • Aumento da tensão emocional
  • Desinvestimento na sexualidade
  • Esfriamento dos afetos na relação
  • Surgimento de conflitos no casal com maior facilidade
  • Andar na lua e dispersar-se a meio de conversas
  • Querer fazer coisas novas e ir a lugares diferentes
  • Passar mais tempo fora de casa
  • Permanecer incontatável no trabalho




A infidelidade e a devolução de cheque resultam da mesma coisa: falta de cobertura”.
Uma imagem fala mais do que mil caracteres...ahahahha

Comentários

  1. SAUDAÇÕES!
    AMIGO DIEGO,
    Um excelente texto, com uma narrativa muito bem fundamentada.
    Muito bem colocada as variáveis do escritor, Frank Pittmann...Em pensamentos todos foram infiéis!
    Parabéns pelo excelente Post!
    Abraços!LISON.

    ResponderExcluir
  2. Teu texto é muito bom, mas eu particularmente acho que a traiçaõ é começo do fim de um relacionamento que vem se arrastando, perdoar sempre é necessáriomas conviver nem tanto!!

    abs

    ResponderExcluir
  3. O texto parece-me redigido mediante uma perspectiva tipicamente masculina, o que o torna tendencioso.

    Penso que a infidelidade num relacionamento, tem simplesmente a ver com o facto do(a) infiel não se sentir preenchido(a) com o relacionamento. Seja qual for o motivo, ele(a) não está satisfeito(a). Os motivos podem ser inúmeros e não estão a discussão.

    Quanto à pergunta, penso que a infidelidade não é uma doença.

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  4. Pensando nisso digo, que a infidelidade é uma maneira da pessoa infiel estar se auto promovendo, satisfação de ego, muita mesquinhez, pobre de espírito.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  5. Fala, Mr!
    Bem vindo, lá na minha gritaria! Tb te curti!

    ResponderExcluir
  6. Paz seja contigo DIEGUITO....!!!
    Diego traição é uma fraqueza, deslize, é uma atitude que na maioria das vezes é uma forma de vingança, bom é muito dificil de fazer um julgamento nese assunto, porque varia de caso para caso, mas concerteza não é facil de perdoar, mas mais dificl e de esquecer, e para que se esqueça realmente o perdão tem que ser genuino verdadeiro... bom espero ter feito uma boa colocação ... paz amigo seja contigo ....!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

Dia do inimigo

Muita gente critica a comemoração do Dia do Inimigo. Dizem que é mais uma jogada comercial, uma data inserida no calendário apenas para aumentar os lucros de pistoleiros e espancadores profissionais.Mas nós, que somos de raiz, sabemos apreciar o espírito da coisa. E damos o maior valor àquela tramóia simples, executada sem grandes orçamentos, mas planejada com muito ódio no coração, que é o que importa. Inimigo de verdade não se importa com inflação, crise de alimentos, essas bobagens. Isso só motiva mais.
E como a data se aproxima, hoje vamos fazer um teste para você ver se está pronto para comemorar: 1 – Quantos inimigos você tem?
a) 0
b) 1
c) De 2 a 10
d) Parei de contar2 – Você já se reconciliou com um inimigo?
a) Sim
b) Nunca
c) Algumas vezes, para esfaquear pelas costas em seguida
d) O que é “reconciliar”?3 – Qual o maior motivo para iniciar uma inimizade?
a) Dinheiro
b) Ciúme
c) Inveja
d) Não preciso de motivos4 – Seu(sua) inimigo(a), vamos reconhecer, dá o maior caldo. Você pegaria?
a) Nem …

Alerta as mulheres - Cuidado com as hemorragias na menstruação.

A minha amada por um bom tempo sofreu de hemorragia na menstruação. Ela achava que seria normal, ou algo do tipo que médicos dizem ser disfunção hormonal, ou outra coisa boba. Mas não é! Até o momento que essa hemorragia acaba por interferir na sua vida sexual e principalmente afetando sua saúde. O problema do ser humano, é só procurar ajuda médica quando o problema já está avançado. Então mulheres! Vocês têm que dá um stop aí na sua rotina e tirar um tempo para fazer um check-up e ter a consciência tranquila que fez a sua parte. Não faça isso pensando apenas em você. Pense também, nas pessoas ao seu redor que não se vê nessa vida sem a sua presença. Alguém que te ama, quer você bem porque precisa do seu amor e sua atenção.
"Você já se imaginou ficando menstruada por 3 meses ou mais ininterruptamente? Pois é, não é normal, mas acontece com mais freqüência do que se imagina. No Brasil, essa é uma queixa constante e crescente, em média 30% das mulheres em período reprodutivo se que…