Pular para o conteúdo principal

Vamos falar mal

Querem ver o OCO. Querem ver os absurdos que as agências soltam por aí, até mesmo as grandes grifes da criatividade mundial.
E vocês estão certos.
Eles merecem o nosso desprezo. Assim como eu mereço o desprezo deles e de vocês, e todos merecem o veneno vil do Vamos Falar Mal.
Propaganda é fofoca. E fofoca é dispensável. Nós estudamos, nos especializamos e passamos nossos dias fazendo nada mais que fofoca.
“Meu cliente é melhor que o seu. Que logo horrível. Que layout de merda. Que título fraco.”
Refazemos o título e o layout. Refazemos tudo. E o mandante dos crimes, chamado de “cliente”, acha tudo lindo, tudo uma maravilha para o seu lixo de empresa.
Dizemos que a fábrica deles é sustentável. Que eles tratam o lixo. Que o atendimento é o melhor e os funcionários estão sempre sorridentes.

Sorridentes? Aquelas pessoas mal pagas, de uniformes sujos e com as caras ensebadas pelo desprezo do mundo não têm como estampar felicidade no atendimento.
Nem nós, publicitários fofoqueiros, que trabalhamos em salas brancas, limpas, com 17 ºC de temperatura, ouvindo nossas músicas internacionais em nossos fones phillips, temos felicidade intensa estampada em nossas faces pálidas de criatividade. Pobres atendentes da C&A, ou Riachuelo, ou Carrefour e etc. Pobres feirantes.
Vermes.
Somos vermes mentirosos. Pagos para mentir. E às vezes, o fazemos com prazer, com um sorriso de Coringa.
Rimos de combinações feias de cores. Odiamos erros de portguês. Mandamos reimprimir milhares de folhetos por uma simples falta de acento no título. E não sentimos pena das árvores derrubadas. Ninguém sente pena de nós.
Pena é para os fracos. Não queremos pena. Queremos o dinheiro das empresas. Afina, eles também não prestam. Pagam mal, mentem, sonegam impostos. Falcatruas, trambiques! É tudo parte do jogo, do bolo que criamos e alimentamos dia e noite. Um bolo complexo, sujo, enferrujado. Um bolo sem fim, que se embaraça como lã e corta como faca. Um bolo duro, eterno, impossível de alinhar. Um bolo de aço inox.

fonte

Comentários

  1. Nossa, palavras verdeiras e intensas que se aplicam ao nosso verdadeiro cotidiano, Bj

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

Mulheres preferem homens peludos ou depilados?

"Peito depilado parece estar virando moda entre os homens, mas do que será que as mulheres gostam mais? É impressionante, mas parece que os homens peludos sumiram. O motivo? Depilação. Com cera, com laser, com barbeador... Afinal, como tudo nesse planeta, depois de aparecer na televisão, a moda ganha as ruas rapidinho. E quase não se vê mais atores descamisados exibindo um peito cabeludo. Mas, afinal, o que as mulheres preferem?

Algumas preferem os peludos...


Entre as mulheres procuradas pelo iG, a maioria garante que prefere os que mantêm os pelos. “Eu gosto de homens peludos. No peito é muito bom”, diz Alexandra Muniz. “Dois tipos de caras depilam. Os atletas e os marombados, para exibir os peitos de pombo”. A gerente comercial de web, de 27 anos, acha o visual lisinho coisa de mulher. “O pelo dá uma idéia de masculinidade, de conforto. Deitar a cabeça em um homem lisinho é como estar deitada com uma mulher”, brinca ela, que alerta: “Não é que eu gosto do tipo Tony Ramos, viu!”.…

Macumba? Um atraso de vida e de morte.

Zé Pilintra aprova Macumba. Saravá meu pai ê-ê!
Este artigo é piada de macumbeiro.
Nota: Tiramos olho-gordo sem uso de colírio diet. Macumba prática, é só adicionar água É só relaxar e gozar!
Marta Suplicy sobre Macumba
Se macumba desse certo, campeonato Baiano terminava empatado
eu sobre macumba
Se Macumba fosse boa, não se chamaria Macumba! Se chamaria Boacumba!!!
Bispo da Igreja Universal do Reino de Deus sobre Macumba
Isto non ecziste!!!
Padre Quevedo sobre Macumba
Vodu é pra Jacu!
Pica-Pau sobre Macumba
Zi zinfio deixa fango cum faofa na cazi di Pai-Gordo que em 7 dias zi pai resorvi
Pai-Gordo sobre Macumba
Depois de pôr o frango 7 minutos no forno, fica HUMMMMMM! Acorda, menina!!!!!!!!!!
Ana Maria Braga sobre Macumba
Ganhei a presidência assim
Fernando Collor sobre Macumba
EuX TeNhu MeDiNhU DiXxUU!
Emo sobre Macumba
É coisa do demônio!!!
Igreja sobre Macumba
U cão foi quem butô pa nóis bebê!
Jeremias José sobre Oferendas de Macumba
Você traiu o movimento Candomblé , véio!
Dado Dolab…