Pular para o conteúdo principal

SEJA VÍTIMA! VOCÊ NÃO VENCE NA VIDA, MAS PELO MENOS GANHA A SIMPATIA DA GALERA

UM TEXTO MUITO BEM ELABORADO PELO Gravatai e merengue 


A fórmula universal do sucesso é algo impossível. Não dá para usar um único e infalível método para se dar bem nos mais variados campos da vida. Cada departamento exige um tipo de ação e/ou comportamento, e isso varia de acordo com infinitos contextos.
Mas é bem simples se dar bem com as galeras em geral. É fácil demais. Não exige nenhum tipo de ação sofisticada, basta única e exclusivamente dar uma de coitado. Aprenda a ser vítima e está tudo resolvido.
As pessoas torcem naturalmente pelo mais fraco. As pessoas simpatizam automaticamente com os humildes. Seguindo essa lógica, todas as pessoas odeiam os fortes - e não vão também com a cara de quem pretende se fortalecer.
Esqueça isso de 'verdade x mentira'. Tanto faz a veracidade do que você diz, o importante é sempre ser humilde, sempre ser o coitadinho, sempre ser a vítima.
Você tem grana? Ah, então jamais diga isso. Obviamente, qualquer tipo de ostentação é mesmo idiota, mas mesmo quando alguém pergunta como vão as coisas financeiras, deixe sempre bem claro que elas vão mal. Vão de mal a pior. Ah, que dureza essa vida!


Sua saúde é de ferro? Nem pensar em bater no peito. Concorde com os anseios alheios e não deixe de dar muita atenção aos alarmes de alguma nova epidemia. Uma opção é citar casos na família. Já que você vai bem, pelo menos algum ente querido está ruim. Você não é exatamente um fracasso como coitado.
Ah, sua relação afetiva vai muito bem? Nada de alardear. A menos, claro, que você seja do tipo imbecil que precisa se afirmar a cada segundo. Então, não diga apenas que tudo vai bem, mas deixe claro que seu namoro é o MELHOR. Isso mesmo, como se houvesse uma competição entre os namoros e casamentos de todo o mundo. A taça do mundo é sua!
Algumas pessoas pouco acostumadas com a mediocridade geral costumam 'contar vantagens'. Ridículo! Isso é pecado capital no mundo das pessoas medíocres! Basta o sujeito ir embora e todos metem o pau (porque medíocre que é medíocre sempre fala por trás).


Para se dar bem, é preciso CONTAR DESVANTAGENS. Nada de chegar feliz da vida porque foi promovido. O certo é dizer que as coisas não vão bem, que tudo poderia ser melhor etc etc etc.
A galerinha, claro, vai dizer assim 'tenha uma visão mais otimista!', mas não se empolgue com a dica. É apenas o que eles dizem, não significa que gostem de pessoas otimistas. Eles falam isso porque é o script, é o que devem dizer para os outros coitados nesse mundo de coitados virtuosos.
Todos torcem pelo mais fraco. É sempre assim.
E as pessoas não se fazem de vítima por meio de uma estratégia elaborada. Nada disso! Elas são assim porque é assim que imaginam as pessoas 'boas' e 'certas'. Fazem isso porque são parte de um meio social no qual a mediocridade impera.
Se dá certo nas telenovelas, nas quais os vilões são sempre os fortes que morrem ou se tornam loucos, obviamente funciona na 'vida real' (dada a autenticidade de boa parte das pessoas, o que conhecemos por 'vida real' é pra lá de artificial).
E não há muita saída. Quer dar certo em turminhas, galerinhas, entre outros agrupamentos congêneres? Participe da encenação. Ou então se torne um pária.
Claro que, sendo vítima, você não dará certo na vida. Para todos os seus sucessos, haverá uma lista bem triste de fracassos retumbantes. Mas e daí? Reúna gente com os mesmos fracassos e tente pelo menos ser o melhor entre os piores. Mas não exagere nisso de 'o melhor', por razões óbvias já explicadas neste texto.
Agora, se você discorda dessa babaquice toda, uma boa dica seria perder um pouco mais do tempo de sua vida, evitando com isso participar de patotinhas bocós, e aos poucos (bem aos poucos, isso demora) formar um grupo de amigos que não contenha esses tipinhos mais lamentáveis.
É, dá trabalho. Se preferir, continue vivendo o teatrinho.

E você, o que acha disso?

Comentários

  1. Olá Diego,

    A sindrome do coitadismo é uma praga... quando ataca vira epidemia...

    E o pior que cada vez vemos isto por ai...

    Por isto que me inspiro na Noruega como o maior IDH do mundo..

    Quero qualidade de vida e não ficar olhando Programa do Faustão, Gugu, Silvio Santos e congeneres para ficar entrando naquele clima de baixaria televisiva.

    Povo quer qualidade de vida e se não nos oferecem, fazemos muxoxo e magoamos, mas não deixamos que este quadro mude.

    As eleições estão ai, neste ano..

    Quero o melhor para mim... (e claro para o país, estado, munícipio)

    Então..

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Realmente você tem razão!
    Pessimismo não leva alugar nenhum.
    O texto nos leva a refletir sobre a mediocridade que infelismente cada um de nós tem, uns em maior outros em menor quantidade. Mas nos leva também a refletir sobra a intensidade que essas babaquices interferem em nossas vidas e e sobre o esforço que devemos ter para vencê-las.
    Obrigado por oportunizar a leitura através do seu Blog

    ResponderExcluir
  3. Diego... excelente texto e externa a realidade efetivamente como ocorre. Se fazer de vítima é uma das formas mais rápidas de se angariar atenções e simpatia, mas em contrapartida também é um meio muito rápido de ser colocado de lado, porque as pessoas se cansam de lamentações, embora tenham uma tendência natural a proteção. Com o tempo o "sofredor" vai perdendo terreno e o grupo que faz parte se cansa as lamentações eternas e começam a se afastar. Nestes casos o que acaba ocorrendo é a migração do sofredor.
    A verdade é que pessoas que sentem a necessidade de serem vítimas, na grande maioria das vezes realmente acreditam na sua "desgraça" e precisam realmente de pessoas lhe dando apoio para prosseguir. Mas por não conseguirem criar raízes fortes nos locais em que se manifstam, acabam andando de grupo a grupo para conseguirem se manter nesta posição.
    Assim ao meu ver... mesmo que se consiga uma boa popularidade inicial, ser vítima de qualquer coisa que seja é irreal e irracional... afinal nosso cérebro aceita aquilo que desejamos, e se desejamos que nada dê certo, assim ocorrerá.
    Portanto, acredito mais na força da pessoas positivas e alegres... nas pessoas que buscam vencer seus fracasso e seguir em frente, nas pessoas que sempre que encontramos dizem: Estou bem sim, sempre estou bem, mesmo nos desafios!
    Beijo enorme no coração
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  4. Quando começam a chorar miséria perto de mim vou saindo de perto...rsrsrsr isso é um saco! E há mesmo quem use como estratégia de vida. É o caso da mulher que uma vez vi pedindo esmola, mas ela usava brinco, colar, tinha esmalte nas unhas...rs

    No caso de doença, no caso da pessoa usar falar da doença para obter qualquer vantagem, acho que isso começa quando a pessoa é criança, que ganha brinquedinho só porque está doente. Nunca dei brinquedo ou qualquer vantagem para os meus filhos se ficassem doentes, mas muita gente é acostumado assim desde cedo e leva pra vida adulta.

    Agora o que vc falou "...como se houvesse uma competição entre os namoros e casamentos de todo o mundo..." kkkkkkkkkkkkkkkkkk Sem palavras!

    ResponderExcluir
  5. Numa entrevista a Isto É toberto Shinuashiki respondeu isto que achei interessante:

    "Muitas pessoas têm buscado sonhos que não são seus?
    Roberto Shinyashiki: A sociedade quer definir o que é certo. São quatro loucuras da sociedade. A primeira é instituir que todos têm de ter sucesso, como se ele não tivesse significados individuais. A segunda loucura é: Você tem de estar feliz todos os dias. A terceira é: Você tem que comprar tudo o que puder. O resultado é esse consumismo absurdo. Por fim, a quarta loucura: Você tem de fazer as coisas do jeito certo. Jeito certo não existe! Não há um caminho único para se fazer as coisas. As metas são interessantes
    para o sucesso, mas não para a felicidade. Felicidade não é uma meta, mas um estado de espírito. Tem gente que diz que não será feliz enquanto não casar, enquanto outros
    se dizem infelizes justamente por causa do casamento. Você pode ser feliz tomando sorvete, ficando em casa com a família ou
    com amigos verdadeiros, levando os filhos para brincar ou indo a praia ou ao cinema. Quando era recém-formado em São Paulo, trabalhei em um hospital de pacientes terminais. Todos os dias morriam nove ou dez pacientes. Eu sempre procurei conversar com eles na hora da morte. A maior parte pega o médico pela camisa e diz: "Doutor, não me deixe morrer. Eu me sacrifiquei a vida inteira, agora eu quero aproveitá-la e ser feliz". Eu sentia uma dor enorme por não poder fazer nada. Ali eu aprendi que a felicidade é feita de coisas pequenas. Ninguém na hora da morte diz se arrepender por não ter aplicado o dinheiro em imóveis ou ações, mas sim de ter esperado muito tempo ou perdido várias oportunidades para aproveitar a vida."

    Abraço, Fabiana Fernandes

    ResponderExcluir
  6. O pior dessa gente(inha) é que, quanto mais choram, mais "mamam"!
    Os parvos são os outros.

    Beijos
    Luísa

    ResponderExcluir
  7. O que eu acho disso? O que eu posso achar, tadinha de mim... e blá blá blá blá... kkkkkkkkkkk
    Adorei o seu texto. Pra ser sincera, eu não fico passando a mão na cabeça do coitadinho não. Os amigos dizem que é por causa da minha profissão, que eu sou fria, não tenho dó. Mas como dizia minha sábia mãezinha: a gente pode ter dó, mas não pode ter pena... Amigo é aquele que faz o camarada acordar pra vida e não aquele que o vê em meio ao pesadelo e incentiva.
    Beijos
    Bel

    ResponderExcluir
  8. Eu torço para os humildes, nunca para os coitados.
    Se nos dizemos fortes, aí que somos ainda mais fracos.
    Todos temos um monte de desgraceiras para contar. Mas usar disso para se fazer de coitado, nunca é o melhor caminho.
    Irá atrair apenas pessoas mais fracas que você.
    O forte sempre fica louco no final, porque é loucura se achar forte. Mas é banal se achar coitado.

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  9. "Comecei no diHitt agora e aos poucos vou "conhecendo" os amigos, em seus blogs.(Escrevi isto em alguns blogs que visitei).

    Estou adorando e estava acreditando em tudo..., só que, também percebi ( mais ainda agora, lendo seu texto),que há uma "certa tensão" e pode haver sim, alguns, que por alguma necessidade, acabam vestindo uma máscara que vai lhes grudando na pele ( até o momento que desconfiam de você, por algum motivo). Você já percebeu como ficam bravos, de repente, quando desconfiam que alguém não vai se comportar como esperavam? Acho que o ser humano é um pouco assim, por causa do medo. E também tem aquele que é o oposto, e também faz questão de mostrar que é franco,despachado,fala as verdades sem dó. Acho que nós estamos sempre querendo nos afirmar, de um modo ou outro, para sermos notados, pois, se não o formos, então, pensaremos que não existimos...
    Bem, mas estou aqui. Tomara que consiga fazer "amigos de verdade", mas também nem vou exigir demais. Afinal, tem gente que acredita mesmo que é bonzinho, e tem gente que eu acho que é realmente ingenuo, simples ou tem bom coração.
    Tem gente que gosta de dizer a verdade, para ajudar os amigos,mas tem gente que faz tipo e daí, os outros que aguentem as grosseirias !
    Como saber quem é quem ? Não tenho facilidade para discernir tão claramente, o que cada um faz para sobreviver e se sentir "aceito" (amado,reconhecido) ou apenas por calculismo, egoísmo e maldade.
    Só o tempo dirá, não acha?
    Abraço, Vera.

    ResponderExcluir
  10. Olá querido amigo Dieguito,

    Parabéns pelo post.
    O texto é excelente.
    Os comentários anteriores contemplam o que tinha a escrever.
    Deixo-lhe o seguinte:

    "Moisés gastou:
    40 anos pensando que era alguém;
    40 anos aprendendo que não era ninguém, e
    40 anos descobrindo o que Deus pode fazer com um NINGUÉM."

    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    ResponderExcluir
  11. Diego,

    Nunca consegui fazer parte dessa turma. Se o coitadinho é realmente um coitadinho, dou meu apoio espiritual, mas se vejo que a pessoa não quer melhorar, saio de fininho.

    Ninguém consegue manter uma relação com uma reclamão, isso desgasta e suga nossas energias.

    Mas, ao contrário do que diz o texto, não é teatrinho, existem os que já nascem com esse perfil, estudei o Eneagrama para poder entender o procedimento de pessoas próximas e tomei conhecimento da existência do coitadinho. Nasce assim e segue a vida a reclamar de tudo.

    Para pessoas como eu que são positivas naturalmente, que amam a vida, o afastamento dos coitadinhos é inevitável. Que se entendam entre eles.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Pow bacana. Vejo pessoas se vangloriando de serem positivas e emanarem apenas boa energias e tal.... Mas na realidade não é bem assim, todos temos bons e mals momentos se tiver "humildade" vai assumir. "Mundo feliz", não percebem que isso é ipocresia. Pois quando está triste a unica coisa que espera é alguem que possam lhe ouvi, (ahh vai nunca ficou triste? kkkkkkk). Concordo que é um saco pessoas que apenas reclamam, não tentam resolver seus probemas e jogam seus lixos nos outros, nesse caso eles vão se afastar naturalmente, mas nem sempre é assim, de repente ela ta passando apenas por um momento ruim. Mas ao ivés de bater no peito e agradescer não ser tão mediocre (Aparentemente), tente entender, parar e escutar. Não precisa falar nada, apenas cale a boca, tente domar a arrogãncia e toda a prepotência de suas almas ditas superiores e indepedentes. Pra isso é preciso amadurecimento e sabedoria. Tenho 22 anos... Quanto a vocês nunca é tarde pra aprender. Abraço. Gostei do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

Dia do inimigo

Muita gente critica a comemoração do Dia do Inimigo. Dizem que é mais uma jogada comercial, uma data inserida no calendário apenas para aumentar os lucros de pistoleiros e espancadores profissionais.Mas nós, que somos de raiz, sabemos apreciar o espírito da coisa. E damos o maior valor àquela tramóia simples, executada sem grandes orçamentos, mas planejada com muito ódio no coração, que é o que importa. Inimigo de verdade não se importa com inflação, crise de alimentos, essas bobagens. Isso só motiva mais.
E como a data se aproxima, hoje vamos fazer um teste para você ver se está pronto para comemorar: 1 – Quantos inimigos você tem?
a) 0
b) 1
c) De 2 a 10
d) Parei de contar2 – Você já se reconciliou com um inimigo?
a) Sim
b) Nunca
c) Algumas vezes, para esfaquear pelas costas em seguida
d) O que é “reconciliar”?3 – Qual o maior motivo para iniciar uma inimizade?
a) Dinheiro
b) Ciúme
c) Inveja
d) Não preciso de motivos4 – Seu(sua) inimigo(a), vamos reconhecer, dá o maior caldo. Você pegaria?
a) Nem …

Alerta as mulheres - Cuidado com as hemorragias na menstruação.

A minha amada por um bom tempo sofreu de hemorragia na menstruação. Ela achava que seria normal, ou algo do tipo que médicos dizem ser disfunção hormonal, ou outra coisa boba. Mas não é! Até o momento que essa hemorragia acaba por interferir na sua vida sexual e principalmente afetando sua saúde. O problema do ser humano, é só procurar ajuda médica quando o problema já está avançado. Então mulheres! Vocês têm que dá um stop aí na sua rotina e tirar um tempo para fazer um check-up e ter a consciência tranquila que fez a sua parte. Não faça isso pensando apenas em você. Pense também, nas pessoas ao seu redor que não se vê nessa vida sem a sua presença. Alguém que te ama, quer você bem porque precisa do seu amor e sua atenção.
"Você já se imaginou ficando menstruada por 3 meses ou mais ininterruptamente? Pois é, não é normal, mas acontece com mais freqüência do que se imagina. No Brasil, essa é uma queixa constante e crescente, em média 30% das mulheres em período reprodutivo se que…