Pular para o conteúdo principal

Masculinidade - A fuga do relacionamento sério.


Sinopse:
Num dia, você tem certeza de que encontrou o amor da sua vida e que vocês vão viver juntos e felizes para sempre. No dia seguinte, ele some e nunca mais dá notícias. Essa situação lhe parece familiar?

Pois saiba que muitas mulheres ao redor do mundo dividem com você essa mesma angústia. Todas se sentem confusas e inconformadas com o comportamento inexplicável dos homens que pareciam ter sido feitos sob medida para elas.

Mas por que isso acontece? Por que eles agem assim? Provavelmente você acha que a culpa é sua. Homens que não conseguem amar foi escrito para mostrar que você está errada - a culpa é deles. Esses homens desenvolveram o que Steven Carter e Julia Sokol chamam de fobia a compromisso.

Isso significa que não importa até que ponto você seja atenciosa, sexy, independente, carinhosa ou bem-sucedida: homens com fobia a compromisso sempre irão fugir das mulheres no momento em que a relação começar a ficar séria.

Com base em pesquisas e entrevistas, os autores criaram um livro informativo, bem-humorado e extremamente útil que vai ajudar as mulheres a resgatar a auto-estima que os relacionamentos fracassados destruíram.



"
Ele:Tive varias namoradas. De algumas eu gostava, eu era apaixonado, mas, tinham sempre uma pressa, certa obrigação de casar, me deixava um pouco estressado. Daí deve ter gente achando que sou gay né? Um cara de quase 40 anos num casou ainda nenhuma vez. Ou o cara num gosta de mulher, ou gosta tanto que não consegue escolher uma só. Saúde...tim TIM.


Ela: Nossa, incrível né?


Ele: Mas minha vida é complicada, cheia de viagens. Passo muito tempo fora. Isso não facilita em nada a uma vida de casal. Por isso q eu nunca casei. Amor parece ser impossível na minha vida.

Ela:mulher não resiste a um amor impossível.

Ele:quem sabe não é você a mudar esse meu destino? Não estou mais achando graça nessa minha vida de solteiro. Não tenho mais vontade de ficar pra lá, pra cá... To com vontade de assentar. Eu não quero ser estilo um homem propaganda tomando um dry Martini, com uma toalha enrolada na cintura. Eu quero ter uma mulher. Família, casa, uma vida adulta.

Um mês depois...Encontro casual dos dois no barzinho. (ele com um dry Martini na mão)

Ela: Nossa, que legal te encontrar aqui. E o tal amor que tiraria de você seu Dry Martini?

Ele: pois é, não deu certo. Estou solteiro de novo.

Ela: HOMENS! "










E vocês mulheres? Concordam que os homens têm fobia de compromisso? Comentem

E os homens?!! Admitem que fogem do relacionamento quando a coisa começa a ficar séria? Quero saber. ahahaha



Comentários

  1. eheheheh
    Adorei o último cartoon!
    Eu penso que alguns homens, tal como algumas mulheres tem a fobia do compromisso. Por uma questão cultural penso que essa fobia é maioritariamente masculina. Acho que é uma defesa que nós próprios arranjamos, quando inconscientemente sabemos que o envolvimento não é tão importante assim.
    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  2. O caro do diálogo não disse nada a respeito da mulher. Claramente não estava interessado na pessoa dela e sim em dizer que queria mudar de vida, o que provavelmente era apenas uma cantada mentirosa ou algo de que ele não tinha certeza.
    Isso certamente não iria muito a frente.
    abs.

    ResponderExcluir
  3. As mulheres que se enganam na maioria das vezes. Ela começa a gostar de um cara e depois ele para de querer sair com ela simplesmente porque "não bateu", não rolou quuimica com ele. Não é porque ele tem fobia de relacionamento. Ele simplesmente não quer ficar mais com você.

    ResponderExcluir
  4. Acho que não é simples assim. Eu me enquadro na categoria que realmente entra em pânico quando um relacionamento fica mais sério. Cheguei a desmarcar casamento duas semanas antes de acontecer... é uma situação desconfortável que foge ao controle, me sinto frustrado quando tenho que avançar uma etapa no relacionamento.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

Dia do inimigo

Muita gente critica a comemoração do Dia do Inimigo. Dizem que é mais uma jogada comercial, uma data inserida no calendário apenas para aumentar os lucros de pistoleiros e espancadores profissionais.Mas nós, que somos de raiz, sabemos apreciar o espírito da coisa. E damos o maior valor àquela tramóia simples, executada sem grandes orçamentos, mas planejada com muito ódio no coração, que é o que importa. Inimigo de verdade não se importa com inflação, crise de alimentos, essas bobagens. Isso só motiva mais.
E como a data se aproxima, hoje vamos fazer um teste para você ver se está pronto para comemorar: 1 – Quantos inimigos você tem?
a) 0
b) 1
c) De 2 a 10
d) Parei de contar2 – Você já se reconciliou com um inimigo?
a) Sim
b) Nunca
c) Algumas vezes, para esfaquear pelas costas em seguida
d) O que é “reconciliar”?3 – Qual o maior motivo para iniciar uma inimizade?
a) Dinheiro
b) Ciúme
c) Inveja
d) Não preciso de motivos4 – Seu(sua) inimigo(a), vamos reconhecer, dá o maior caldo. Você pegaria?
a) Nem …