Pular para o conteúdo principal

Sobre o concurso do Reino

Sei que esse post deveria ser no Reino do Mr.Jones.
Por ter um gostinho de polêmica. Será postado aqui.


Esse texto tem como objetivo informar a todos que o concurso no Reino foi cancelado. Por motivos particulares (tenho pesquisas, trabalho e duas meninas precisando Tb da atenção do pai) e alguns outros que poucos sabem (boicote existe Tb na blogosfera) o concurso não será mais realizado.

Agradeço a todos aqueles que enviaram seus contos. A cada semana, um conto seria escolhido pelos jurados e publicado no domingo seguinte.
O intuito desse concurso era promover a leitura além de incentivar muitas pessoas a escreverem, a reconhecerem seus talentos.

Os jurados escolhidos foram:
Yuri Almeida é jornalista, pós-graduado (especialista) em Jornalismo Contemporâneo (UniJorge) com a tese "A noticiabilidade no jornalismo colaborativo", blogueiro, escritor. Atualmente, assessor de Comunicação da Ouvidoria Geral do Estado da Bahia.
Leticia Thompson. Escritora e poeta, residente na Bélgica. Conheço a Letícia desde 2002.
Sergio Tavares: Poeta e escritor. Nasceu em 1962, em Piabetá, no estado do Rio de Janeiro.
O autor escreve desde os quinze anos de idade, inspirado pelas aulas do escritor, poeta e professor de Português e Literatura, Luiz Sebastião, do Colégio Duque de Caxias onde estudou o segundo grau.
Todos eles escritores já consagrados. E os participantes escolhidos até agora foram:
Conto: Tudo vale à pena. Autora: Rejane Tazza
Conto: Desnuda. Autora: Mariana da Silva Amorim
Conto: O ir e vir. Autora: Georgia Bastos
Conto: O Jardineiro Fiel. Autora: Sandra Franzoso

Conto: Meu príncipe era diferente. Autora: Luna
Conto: Cruz Credo, Lazarento. Autor: Nogueira
Parabéns, vocês tem potencial.
Obrigado a todos pela atenção.

P.S: A quem a carapuça servir. Não pense que eu desisti, ou estou triste por isso. Aguarde. ahahahaha
Adoro desafios.

Comentários

  1. Não percebi nada...
    Agora que tenho um pequeno escrito, quase acabado, para o concurso é que isto acontece! Ora bolas...
    Ai Diego, Diego... Bem, fica para outra vez.
    Parabéns aos eleitos!

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  2. Puxa Diego que chato....mas fazer o que...obrigado assim mesmo pelo espaço....grande bj

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo tom, conceito e inteligencia de blog! não pensei duas vezes, sou seu novo seguidor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…