Pular para o conteúdo principal

Os conquistadores e suas lições

Aprendendo a arte da conquista com Don Juan, Romeu, Casanova e Cyrano.
1.Don Juan ia direto demais ao assunto. Casanova elabora suas conquistas cerebralmente. Entre Casanova e Don Juan, fique entre os dois.


2.Romeu era obcecado por sua Julieta a ponto de se matar por ela. Cyrano de Bergerac era também obcecado por sua Roxanne, mas tinha medo de se declarar. Entre Romeu e Cyrano, fique entre os dois.

3.Conselho de todos os quatro: fale baixo com a mulher que pretende conquistar. Gritos afugentam a caça.
4.Conquistar uma mulher é uma arte elaborada e tão complexa quanto as mulheres em si. Os caminhos mais simples e diretos nem sempre chegam lá. Nada de cantadas grosseiras e preguiçosas.
5.Cyrano oferecia poemas, Casanova preparava refinados jantares. Para ganhar uma mulher é preciso saber o que ela deseja para ser conquistada.

6.Seja qual for seu estilo, não esqueça de que uma mulher é antes de tudo um ser humano. Conquiste a pessoa, conquiste a mulher. Casanova valorizava a inteligência delas para chegar a seu objetivo.

7.Don Juan era um predador sem escrúpulo, mas ele ensinou aos candidatos a conquistar o valor do foco. Se você quiser conquistar uma mulher, deixe seu ego de lado e concentre toda a atenção nela.
8.Você não precisa se matar por sua amada (e nem matar ela), como Romeu. Mas gesto meio estúpido e apaixonado pode fazer diferença. Convidar uma mulher para jantar todo homem faz. Alugar um helicóptero para levá-la ao restaurante, só Romeu faria.
9. Como Cyrano, use seus melhores talentos e habilidades (sejam quais forem) para impressionar a mulher que deseja ( talvez você, mais que uma mulher, ganhe uma legião de fãs). Roxanne se apaixonou pelo talento literário de Cyrano e não menor importância ao nariz dele.
10.Qualquer que seja seu estilo, mantenha o mínimo de juízo. Pelo menos para evitar fazer companhia a Don Juan no inferno.
Seja romântico, apaixonado, faça da sedução uma arte de sutilezas, como Casanova, Cyrano e Don Juan. Só não se mate por ela, como Romeu.


FONTE: Coisa de bar

Comentários

  1. Grande Diego ..... você quer saber quem ensinou estes quatros? Bem, a modéstia me impede de falar ....

    ResponderExcluir
  2. Num romance a melhor parte realmente é a conquista.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  3. As minhas dúvidas desvaneceram-se. Já percebi, estás apaixonado! :)

    Gostei do texto, ainda me fartei de rir com o nº8, a imaginar o meu amor a fazer-me um convite desses! eheheheheh

    Abraços
    Luísa

    ResponderExcluir
  4. A arte da conquista ! O segredo de cada um e na verdade, a simplicidade de apenas apaixonar-se!
    Lindo post!

    beijo

    ResponderExcluir
  5. A arte da sedução exige um investimento pessoal. Não existem regras, pode-se conquistar uma mulher a partir do momento em que a vai conhecendo e, nessa hora, a sensibilidade e a criatividade são as melhores armas.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Ótimo post!! Muito interessante. Eu como escorpiano, primeiro cerco, sem que ela perceba. O primeiro olhar faz toda a diferença, e deve ocorrer longe, bem longe, de ex-mulher ou ex-namorada. Palavras sutis, mensagens subliminares, que sempre despertam a dúvida e a curiosidade, dizendo o que vc quer e ao mesmo tempo não deixando explícito. Mulher é emocional, e as emoções são subconscientes e subliminares, instintivas. Elas vão amadurecendo sem que se percebam...

    Abçs!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…