Pular para o conteúdo principal

Não vejo apenas flores e nem tudo cor de rosa.

Ilari ilari ilariê. Oh Oh Oh Ilari ilariê. Oh Oh Oh Ilari ilari ilariê. Oh Oh Oh. É o DiHITT que vai dando o seu alô. Vamos lá baixinhos!




Reparou que quando alguém quer ou tenta manter a ordem do sistema, vem outro e diz que esse alguém quer fazer bagunça?



Amigos, esse post é apenas para fazer vocês “bons leitores” entenderem a minha lógica.

Eu não estou querendo desordem, muito menos bagunçar. E sim pelo contrário. Se você gosta e preza o lugar onde você interage com pessoas bacanas, sensatas, inteligentes e sociáveis (pelo menos uma boa porcentagem sei que são assim), você não elogia somente as maravilhas, as benfeitorias e as flores, e sim, você aponta erros, defeitos ou algum outro tipo de problema para colaborar, melhorar e manter a ordem do sistema.
Não podemos apenas ver o lado flores e cor de rosa da situação, isso é muito fácil. E para esse tipo de coisa existem MILHÕES DE PESSOAS aptas. Agora, para apontar os erros e defeitos existem quantos? UM, DOIS e olha lá, pode ser até mais, porém, aquela coisa de não querer cutucar o responsável (coisa de puxa saco mesmo) aí fica em cima do muro ou de boca fechada.

Eu resolvi apontar sim. Mandei e-mails e mensagens pro responsável pelo site, (Pablo Melo), o qual me respondeu educadamente dizendo que não poderia fazer muita coisa relacionada a minha queixa, que isso teria que partir dos próprios participantes usando a ferramenta (reportar abuso).
Caríssimo Pablo Melo, essa ferramenta é igual as leis do nosso país, NÃO FUNCIONA. Eu prefiro acreditar na existência do Coelhinho da Páscoa e do Papai Noel. (Eu juro que já vi o trenó do Papai Noel numa noite de Natal)

Para quem não sabe ainda sobre a minha queixa. Seria para mencionar a existência de perfis inadequados e irregulares "cobrando”. Além do que, alguns até contém fotos sensuais (menor de idade) e outros que entram para azarar mulheres que não estão afim disso (até mesmos por serem comprometidas e não estarem no DiHITT para tal tipo de azaração). Consta nesses perfis "quero conhecer pessoas" e "estou aberto para relacionamentos." E o que eu pedi ao Pablo (responsável pelo site)? Que fossem tomadas as providências necessárias. O lema e slogan do site nao é "Dihitt, o site para quem é viciado em notícias?"




Eu só não coloco o link de uma criança que eu vi ontem porque pedi orientação a uma exímia advogada e ela me disse que não era para colocar o link da criança.

E antes que o Pablo venha me dizer que era para ter enviado isso por e-mail, mensagem ou seja lá o que for. Aviso que isso também não funciona. E pela resposta do e-mail enviado por ele da outra vez, já me deixou ciente de um outro modo que eu poderia abordar esse tema.

E a minha namorada também reclamou de certas coisas que anda vendo no site, até a nossa amiga e participante Ana Lúcia anda achando um absurdo os números de novos participantes com perfis irregulares indo contra ao que o site oferece e dispõe.

Eu tenho duas filhas, se futuramente elas nos seus 11 anos, participarem de um site direcionado a adultos, com certeza eu tomaria providências.

Comentários

  1. Excelente o site. No entanto, é necessario que as denuncias e queixas sejam seguidas por ações praticas.

    Saudacoes,

    Alcides Jr.
    www.correadesouza.adv.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

A fórmula da hipocrisia

A Fórmula E por aí vai esse processo de coar e engolir. Coar e engolir. Coar e engolir (…). As máscaras da hipocrisia tapam para que os outros não vejam os seus próprios erros. Cobram para não serem cobrados. Requerem para não serem requeridos. Acusam para não serem acusados. Essa é a fórmula da hipocrisia: coar mosquitos e engolir camelos. Nas mãos possuem um pequeno coador que investiga os erros dos outros. No estômago, milhares de camelos, frutos das suas faltas pessoais. O coador filtra os mínimos pecados alheios. A garganta, que é o coração, observa a passagem de uma manada dos seus pecados. Como atores profissionais têm a capacidade de interpretar, fingir, enganar e até chorar se necessário. As máscaras demonstram homens ideais e mulheres perfeitas. Cuja aparência é digna de prêmio de integridade. Porém, chega o momento em que o camelo “entala” nas gargantas. A máscara é removida, quando não estilhaçada. Vislumbra-se, então, o ser humano na sua essência: Arrogância, infidelidade, …