Pular para o conteúdo principal

Ainda existem pessoas sensatas


Lugar de criança é assistindo Timão e Pumba, fazendo tarefinhas da escola em casa, brincando com amiguinhos no recreio escolar. Conversando com os pais e interagindo com crianças.


Assédio sexual na internet: guia para a proteção das crianças na rede
por Sandro D’Amato Nogueira

Este artigo busca alertar e orientar a todos o perigo que as crianças estão passando com o acesso aos chamados chats ou salas de bate-papo na Internet. Crianças estão sendo aliciadas a todo o momento por estes delinqüentes para as mais absurdas finalidades: o abuso sexual; o estupro; o tráfico de menores e a pedofilia.

Na década de 80, se nós perguntássemos para um filho, qual era o presente que ele queria ganhar; ele com certeza diria: Quero ir estudar no exterior.

Na década de 90, o seu maior sonho era conhecer a DISNEYWORLD – conhecer o Mickey Mouse e sua turma.

No final da década de 90 e começo do novo milênio, o sonho de consumo da maioria das crianças é o COMPUTADOR.

Atualmente, o crescimento do número de crianças que tem acesso ao computador é assustador. A criança já não quer ter um computador apenas para jogos, ela quer explorar esta ferramenta tão espetacular chamada Internet. A criança por si só, já é curiosa. Não seria diferente com a Internet, uma criança a partir dos 5 anos já sabe mexer em um teclado e rapidamente ter acesso a Internet. Aí, despertando então a curiosidade e a vontade de ‘’fuçar’’ na rede de computadores.

É fácil você presenciar conversas de crianças que uma pergunta a outra: Você já entrou em uma sala de bate-papo sobre sexo?

Somos obrigados hoje a romper barreiras sobre a educação de nossos filhos, no sentido de conversarmos sobre sexo, e justifico: dificilmente os pais conversam com seus filhos sobre sexo, principalmente com uma criança de 6, 7 ou 8 anos, mas aí vai um alerta - se não o fizer, eles irão aprender tudo de uma maneira errada, pois, a Internet vai se encarregar de mostrar tudo sobre sexo, fotos, bate-papo de delinqüentes, amantes, namorados, sites de anomalias, sexo bizarro, pedofilia, etc. Tudo isso é encontrado na Internet facilmente.

Alguns indivíduos atraem lentamente suas vítimas, dando muita atenção, carinho, presentes, elogios, perguntas ‘’legais’’, etc.

Em geral, estes indivíduos estão dispostos a dedicar muito tempo, dinheiro e energia para alcançar seu objetivo.

Estes, monitoram as conversas das crianças e adolescentes nas salas de bate-papo e, passam a conversar sobre o assunto de sua preferência. Conhecem as músicas que as crianças gostam, os passatempos mais comentados, o que é legal colecionar(costumam falar que também colecionam para atrair as crianças) e com isso lentamente vão conquistando a simpatia delas; até começarem a tocar no assunto ‘’sexo’’.

Começa então o assédio, com envio de fotos e materiais pornográficos. Se sentirem que houve receptividade pela criança, começam a conversar sobre a possibilidade de se encontrar com seu ‘’amiguinho’’.

A criança em geral é uma vítima fácil para este tipo de delinqüente, pois sente curiosidade em saber tudo o que fala sobre assunto ‘’sexo’,’ e quer ver fotos; filmes; etc.

Os aliciadores pedem em geral para as crianças não contar para o ‘’papai ou mamãe’’ sobre o assunto, ameaçando-os de não enviar mais estes materiais.

A crianças não estando orientadas dobre estes riscos, acabam fascinadas com o que vêem, e logo passam a confidenciar sobre sua vida, onde moram, onde estudam, seus números de telefone, etc.

Algumas dicas para começar a suspeitar se seu filho está envolvido com temas sobre sexo na Internet.

1. Seu filho fica muito tempo na Internet, deixando até de comer, e abrindo mão da convivência da família?

R: A maioria das crianças que são vítimas dos delinqüentes sexuais, normalmente passam horas na frente do computador, na maioria das vezes trancado no seu quarto.

2. Você encontrou material pornográfico nos arquivos dos seus filhos?

R: Normalmente as crianças mudam os nomes dos arquivos enviados, preste bastante atenção.

Normalmente esses arquivos são salvos com nomes diferentes ou em disketes, principalmente se outras pessoas da família tem acesso ao computador.

3. Seu filho começa a receber telefonemas de pessoas desconhecidas, e números estranhos aparecem em sua conta de telefone?

R: A meta do aliciador é conseguir o telefone da criança, e começar a ligar para sua casa. Existem casos que por telefone, o delinqüente incentiva a criança a se masturbar.

Às vezes a criança não fornece seu número de telefone, mas o delinqüente fornece o seu, incentivando inclusive a criança a telefonar à cobrar, e quando não ligam à cobrar, este, consegue o número através do identificador de chamadas.

4. Seu filho recebe cartas e presentes de pessoas que você não conhece?

R: Tem muitos casos em que a criança recebe cartas com fotos e presentes. Isto acontece para seduzir e conquistar a confiança e o carinho da criança.

5. Seu filho desliga o computador ou muda a imagem do monitor rapidamente ao notar que alguém está para chegar ?

R: Uma criança não quer que ninguém veja o que está em sua tela, e já está orientada para não deixar ninguém ver o que ele esta vendo.

O fazer se você suspeita que seu filho está se comunicando com um delinqüente sexual?

1. Converse com seu filho sobre estas suspeitas. Diga a ele sobre estes perigos.

2. Comece a monitorar o conteúdo do computador do seu filho.

3. Verifique no campo ‘’HISTÓRICO’’ do computador as últimas páginas visitadas por ele.

4. Caso você verifique que realmente seu filho está sofrendo assédio: Denuncie imediatamente!!! (0800 990 500)

Em qualquer das circunstâncias mencionadas acima, você deverá manter seu computador intacto, não copie imagem ou texto, para assim conservar qualquer evidência que a polícia poderá utilizar. Aguarde orientação da polícia para saber o que realmente deve fazer.

O Trabalho de Prevenção.

O que você pode fazer para reduzir o risco de seu filho se tornar vítima de um delinqüente sexual?

- Converse com seu filho sobre os riscos que existem na Internet.
- Use o computador do seu filho e veja o seus sites favoritos.
Coloque o computador em lugar da casa em que todos tenham acesso, e não no quarto da crianças. É muito mais difícil para o delinqüente tentar um assédio quando o computador estiver por exemplo... em um lugar em que muitos tenham acesso. Com certeza, este antes vai perguntar para a criança onde está o computador.

Use serviços de controle e bloqueio de sites de pornografia. Monitore especialmente as salas de bate-papo que seu filho acessa.

1. Examine semanalmente o correio eletrônico de seu filho.

2. Ensine seu filho a usar corretamente o serviço de e-mail.

Dê as seguintes instruções a seus filhos:

- não falar de sua vida pessoal com pessoas que conhece via Internet;

- nunca enviar fotos sua ou de seus familiares;

- jamais fornecer nomes; endereços; nomes de amigos e números de telefone;

- nunca responder a mensagens obscenas ou agressivas que fale sobre sexo;

- tomar cuidado com o que dizem a ele pela Internet, pois pode ser mentira.

Uma questão importante:

Deve-se proibir os filhos de ter acesso a Internet?

R: Existem riscos em todos os setores da nossa sociedade. Se houver orientação a seu filhos sobre estes riscos e perigos, e serem tomadas medidas de prevenção, seus filhos poderão se beneficiar de toda tecnologia e informação que a Internet pode proporcionar.

Esperamos com este artigo levar a todos um pouco mais sobre este terrível mal que nos afronta. Devemos todos nos esforçar para minimizarmos estes absurdos que delinqüentes estão fazendo com nossas crianças pela Internet.

Este artigo é baseado no programa : A PARENT´S GUIDE TO INTERNET SAFETY U.S. DEPARTMENT OF JUSTICE FBI – FEDERAL BUREAU OF INVESTIGATION.

LEIA MAIS IN: http://www.fbi.gov/publications/pguide/pguidee.htm

Comentários

  1. Oi Diego, realmente, esse assunto dá margem pra muita discussão, independente disso, os pais precisam ficar em alerta para tudo que seus filhos fazem ee todas as pessoas com quem falam, pois, muitas vezes os pais ficam de olho em casa, mas, na escola ou em algum outro lugar, seus filhos têm contato, inclusive, com crianças que recebem orientações diferentes e aí "aprendem" tudo ...

    ResponderExcluir
  2. Ainda tenho um filho de 9 anos, os outros são maiores de idade, mas fico atenta desde o primeiro filho, pois eles sempre tiveram acesso à internet, mas vale instruir quem não fiscaliza.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Olá Diego
    Eu acho que não se deve proibir e sim instruir, mostrar exemplos de fatos ocorridos onde algum jovem e mesmo adultos, coreram riscos ou cairam em armadilhas de canalhas virtuais, monitorar, bisbilhotar tudo, como você sugeriu aqui e ficar sempre atento ao comportamento dos filhos. É o que faço com minha irmã de 16 anos e meu neto, que gosta de jogos online. Muito bom o artigo, para alertar pais desatentos!

    ResponderExcluir
  4. O artigo foi bem abordado, espero que vários pais assim como eu, que sou mãe, fique atento ao que os filhos andam vendo e aprendendo fora de suas idades !!

    ResponderExcluir
  5. Liberdade vigiada,pois vivemos em um mundo terrivel!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pseudolalia - Doença da mentira

Pseudolalia - Doença da mentira A Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante dum longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.

A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.

As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.
Mentirosos compulsivos.

Há quem diga mentiras caridosas.
Há quem minta por vício.
Há quem diga meias verdades.
E também há quem diga sempre a verdad…

A Sexualidade Precoce

Continuando a coluna polêmica, hoje a minha convidada é a MARI COSTA do blog COMO SER UM PROFISSIONAL DE SUCESSO (Faça uma visita e confira).


No mundo contemporâneo, as crianças estão começando cada vez mais cedo a descobrir a sexualidade, não aquela sexualidade que Freud afirmava que a  função sexual existe desde o princípio de vida, logo após o nascimento e não só a partir da puberdade como afirmavam as idéias dominantes,escandalizando  a sociedade repressora daquela época ,Freud delineou uma teoria da desenvolvimento psicosexual com cinco fases distintas: o estágio oral (0 - 1,5 anos) onde sua principal região de prazer é a boca; o estágio anal (1,5 - 3,5 anos) quando região de prazer se desloca para o ânus; o estágio fálico(3,5 - 6 anos) quando dá-se então conta da diferença de sexos, tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto e culminou com a resolução do Complexo de Édipo nos meninos, já as meninas o complexo de Édipo nunca se desfaz, seguida de um perío…

Dia do inimigo

Muita gente critica a comemoração do Dia do Inimigo. Dizem que é mais uma jogada comercial, uma data inserida no calendário apenas para aumentar os lucros de pistoleiros e espancadores profissionais.Mas nós, que somos de raiz, sabemos apreciar o espírito da coisa. E damos o maior valor àquela tramóia simples, executada sem grandes orçamentos, mas planejada com muito ódio no coração, que é o que importa. Inimigo de verdade não se importa com inflação, crise de alimentos, essas bobagens. Isso só motiva mais.
E como a data se aproxima, hoje vamos fazer um teste para você ver se está pronto para comemorar: 1 – Quantos inimigos você tem?
a) 0
b) 1
c) De 2 a 10
d) Parei de contar2 – Você já se reconciliou com um inimigo?
a) Sim
b) Nunca
c) Algumas vezes, para esfaquear pelas costas em seguida
d) O que é “reconciliar”?3 – Qual o maior motivo para iniciar uma inimizade?
a) Dinheiro
b) Ciúme
c) Inveja
d) Não preciso de motivos4 – Seu(sua) inimigo(a), vamos reconhecer, dá o maior caldo. Você pegaria?
a) Nem …